Edit

Seja bem-vindo a Solus Oncologia

(32) 3512-3302

Whatsapp

(32) 3512-3309

Atendimento e Consultas

Seg. a Sex.

das 07:00 às 19:30 hrs
Sáb. das 08:00 às 13:00hrs

Odontologia oncológica: tudo o que você precisa saber

Odontologia oncológica: tudo o que você precisa saber

Você sabia que o câncer, independente do tipo, tem ligação direta com a sua boca?

Seja pela própria doença, que pode afetar a cavidade bucal, ou pelo tipo de tratamento executado para combater o tumor.

Para você ficar por dentro de tudo sobre sua saúde bucal dentro da oncologia, a Drª. Letícia, do nosso corpo clínico, irá responder algumas perguntas mais frequentes em relação à oncologia e odontologia.

Confira.

• Quando eu devo procurar o dentista?

Idealmente antes de começar o tratamento oncológico, para que orientações, protocolos preventivos e intervenções sejam feitas a tempo. Porém, o acompanhamento pode ser iniciado a qualquer momento.

• Posso realizar procedimentos odontológicos durante meu tratamento oncológico?

É possível personalizar o tratamento de acordo com a necessidade, levando-se em consideração a urgência, o status hematológico e o momento correto para intervenção, para que não ocorram efeitos colaterais (ex: osteonecrose, bacteremia, hemorragia, etc.).

• Meu câncer não é na boca. Preciso ir ao cirurgião dentista mesmo assim?

Sim. Mesmo que seu câncer não seja na boca, algumas quimioterapias e medicamentos usados na oncologia podem ter efeitos adversos bucais.

• Como minha condição bucal pode afetar meu tratamento oncológico?

Focos infecciosos na cavidade oral, como cárie, periodontite, etc., podem se agudizar durante a queda da imunidade, podendo ser necessária a interrupção do tratamento oncológico até que as manifestações bucais se resolvam, o que pode comprometer sua eficácia.

• Fui ao meu dentista recentemente e meus dentes estão ótimos. Preciso de acompanhamento do dentista experiente em oncologia durante o tratamento oncológico mesmo assim?

Sim. Você precisa ser orientado quanto aos efeitos colaterais bucais a curto e longo prazo provenientes do seu tratamento, prevenir-se e realizar o tratamento adequado desses efeitos colaterais. Além disso, não somente os dentes podem sofrer com o tratamento oncológico, mas as mucosas também.

• Quais efeitos colaterais provenientes do tratamento oncológico podem ocorrer na minha boca?

Depende do tipo de tratamento oncológico. Algumas quimioterapias podem causar feridas semelhantes à aftas, chamadas de mucosite oral, que de acordo com o nível de dor podem dificultar a alimentação, higiene oral e comunicação. Podem ocorrer também: alteração do paladar, sensação de boca seca, infecções oportunistas (candidíase, herpes, etc.) e, no período de baixa resistência imunológica, focos de infecções dentários como cáries extensas, placa bacteriana e lesões endodônticas podem se agudizar, correndo o risco de gerar infecção generalizada.

• Como saber se meu tratamento oncológico trará estes efeitos colaterais?

Consulte um cirurgião dentista da área oncológica, ele saberá te orientar e propor protocolos preventivos e terapêuticos de acordo com seu tipo de tratamento.

Para saber mais, acesse nosso site e conheça nossas especialidades, corpo clínico e serviços.

Letı́cia D A Guimarães

Odontologia Oncológica

CROMG 41813

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *