Outubro Rosa: E quando o rosa vira "choque"?



Desde a década de 90, o mundo todo vem participando de um movimento que tem como objetivo o compartilhamento de informações, promovendo a conscientização da população sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. Este movimento é o OUTUBRO ROSA.


A campanha surgiu nos Estados Unidos pela Fundação Susan G. Komen for The Cure. A data tem sido celebrada anualmente das mais variadas formas. Empresas de diversos segmentos participam com ações , como por exemplo , iluminar de rosa os monumentos, prédios públicos, teatros , além da realização de atividades como corridas, shows, palestras, eventos científicos e distribuição de folders , estimulando a participação da população, multiplicando a informação e fazendo com que esta chegue de forma mais efetiva, promovendo o cuidado e a detecção precoce.


Mas... E quando o ROSA vira CHOQUE?


E quando você recebe o diagnóstico de câncer de mama? E quando, mesmo após o tratamento, você percebe que a “cura” não é simplesmente não mais fazer quimioterapia?


“É um CHOQUE...”


A palavra CHOQUE, no dicionário, significa entre outros, “encontro violento, com impacto ou abalo brusco...”

É isso que escutamos das mulheres que chegam aos nossos consultórios. O medo e a tristeza invadem. E, quando a falta de informação vem ao lado desses sentimentos, que são totalmente legítimos, tudo poderá ficar mais difícil. Estes sentimentos estarão presentes, talvez, em uma certa medida, durante e após o tratamento. Será preciso se reinventar, se redescobrir, continuar a se cuidar...

O CHOQUE poderá ser amenizado a partir do momento que recebe o diagnóstico. A importância do desenvolvimento de habilidades de comunicação por parte da equipe médica é de fundamental importância. Estas habilidades podem ser aprendidas e reasseguram um encontro, apesar de difícil, mais acolhedor.

Durante o tratamento, as informações recebidas por parte da equipe multidisciplinar, Enfermagem, Nutrição, Farmácia, Fisioterapia, Psicologia e outros, poderão transformar este processo menos assustador, com oferta de cuidados que, muitas vezes, diminuirão os efeitos adversos provenientes da medicação ou, até mesmo conseguiremos preveni-los com ações simples. A antecipação de possíveis complicações pode garantir um autocuidado mais efetivo.


O CHOQUE poderá acontecer após o tratamento. Talvez você precise lidar com as sequelas de um tratamento que, apesar da evolução da medicina, acarretará modificações no seu organismo físico e psíquico. Poderá afetar sua sexualidade, por exemplo. Ou ainda, uma nova imagem do seu corpo precisará ser identificada e construída. Sua qualidade de vida e funcionalidade dependerão de um contínuo cuidado.

A Equipe da SOLUS Oncologia pretende participar da campanha do Outubro Rosa, conscientizando as mulheres sobre importância do autocuidado, em especial para que não deixem de realizar a mamografia todos anos, a partir da idade recomendada como prevenção do câncer de mama e/ou detecção precoce. Além disso, reforçar o suporte multiprofissional às mulheres que receberam esse diagnóstico , as que se encontram em tratamento e, aquelas, sobreviventes da doença, que busquem cuidados de acompanhamento multidisciplinar de alta qualidade, abrangentes e coordenados. É importante manter um estilo de vida saudável, monitorar os sintomas pós-tratamento que podem afetar adversamente a qualidade de vida, como por exemplo, depressão, ansiedade, comprometimento cognitivo, alterações funcionais...


Outubro além do Rosa, cuidados antes, durante e após o tratamento.

O CHOQUE, independente do “tom”, poderá ser matizado com cores e nuances mais leves promovendo mais conforto e mais qualidade de vida.

Busque ajuda! Se informe sobre seus direitos.


Adriana Paes

Psicóloga/ CRP 9093

Mestre em Educação

-


Referências:

http://www.oncoguia.org.br/conteudo/guia-detalhado/2911/12/guia.org.br

https://www.accamargo.org.br/pacientes/apoio-ao-paciente-e-ao-familiar/cartilha-dos-direitos-do-paciente-com-cancer

R São Sebastião 867 - Juiz de Fora /MG  

Telefone: (32) 3512-3333

©2020 - Solus Oncologia - Todos os Direitos Redervados

Siga a Solus nas Redes Sociais!

  • White Facebook Icon