Dedicação que salva vidas – 2020: Ano Internacional da Enfermagem




Hoje, 12 de maio é comemorado o Dia Internacional da Enfermagem e do Enfermeiro, e o ano de 2020 é especial por ser considerado o ano da Enfermagem. Neste ano quero levar a sociedade o conhecimento legítimo de quem são esses profissionais. Somos enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem, hoje chamados heróis mesmo sem as capas, escudos e outros adereços que configuram os desenhos animados. Nosso armamento é composto pelos métodos científicos, somos subsidiados por um vasto acervo teórico que nos auxilia diariamente com práticas baseadas nos procedimentos de enfermagem executados com técnica e com o olhar empático, com a ternura do toque que cuida, com o olhar que é capaz de trazer calma e companhia. Somos arte, ciência e cuidado!

A equipe de enfermagem representa cerca de 50% da força de trabalho mundial no campo da saúde e são os profissionais que permanecem 24 horas, nos sete dias da semana, ao lado das pessoas que recorrem aos serviços de saúde, desde o seu nascimento...

No Brasil, existem atualmente mais de dois milhões de profissionais de enfermagem que trabalham com a responsabilidade de levar o cuidado seguro e humanizado àqueles que estão em seu momento mais vulnerável. Cuidados que vão da garantia de veias impossíveis para que sejam realizados os medicamentos, do amparo cauteloso ao simples ato de ir ao banheiro sem perder nenhum daqueles “fio e canos” vitais para o tratamento, até aquela companhia e conversa acolhedora nos períodos de tensão e incertezas.

A saúde pública mundial está sendo desafiada por um vírus pouco conhecido, de alta transmissibilidade que vem exigindo diariamente mudanças de prevenção rigorosas, principalmente relacionadas ao distanciamento social e higiene das mãos. Toda essa situação exige um acelerado processo de construção e atualização acerca do conhecimento do assunto, demandando profissionais aptos a desenvolverem uma prática de cuidados que seja segura para o paciente, para si próprio, para os demais membros da equipe e para a comunidade por onde esse profissional irá circular após o término de seu trabalho, além de instrumentalizá-lo para o reconhecimento de sinais e sintomas que possam sugerir a infecção pelo coronavírus.

Hoje o enfermeiro é o herói que faz da sua capa o conhecimento sobre epidemiologia, o cuidado complexo, a prevenção da doença e a proteção e promoção da saúde; faz da sua arma o cuidado em tempo hábil e fundamentado em dias, anos, décadas de estudo.

No contexto atual, a enfermagem oncológica brasileira enfrenta grandes desafios, convocada a revisar a sua prática e a elaborar novas estratégias para minimizar os impactos gerados pela pandemia no atendimento oncológico.

Os pacientes oncológicos fazem parte do grupo de alto risco para a Covid-19 pela imunossupressão refratária ao tratamento ou da imunodepressão relacionada ao adoecimento por câncer, exigindo uma reorganização das práticas de cuidados e desenvolvimento de habilidades específicas que serão fundamentais para o sucesso do tratamento oncológico.

Os pacientes devem ser encorajados a não interromper o tratamento e a equipe de enfermagem é responsável por redesenhar fluxos, oferecer treinamentos para a equipe, pacientes e familiares para que o tratamento das pessoas com câncer transcorra de maneira segura e eficaz.

Hoje quero parabenizar com todo o meu coração e admiração os meus colegas de profissão, pelas vidas que salvam e pelas vidas que trazem ao mundo, pelas famílias que acolhem como suas, pelas feridas que cuidam, pelos vínculos criados mesmo que esses durem pequenos momentos. Vanessa Albuquerque Enfermeira COREN MG 478557

R São Sebastião 867 - Juiz de Fora /MG  

Telefone: (32) 3512-3333

©2020 - Solus Oncologia - Todos os Direitos Redervados

Siga a Solus nas Redes Sociais!

  • White Facebook Icon