A importância de uma Alimentação Amiga no tratamento do câncer



Não é fácil passar por um tratamento oncológico. Apresentamos vários medos e dúvidas. E, muitas vezes, começar a adotar uma alimentação saudável é fundamental para se ter uma boa qualidade de vida e afastar os riscos de desenvolver outras doenças.


Para qualquer tipo de Câncer, mas especialmente o câncer de mama, é necessário que as mulheres sigam um cardápio saudável. Ele deve permitir um prazer em se alimentar e, ao mesmo tempo, a ingestão adequada de nutrientes que auxiliem no fortalecimento do organismo, que pode estar fragilizado, na melhora da disposição e no restabelecimento da saúde.


Em alguns casos, pacientes que fazem tratamento quimioterápico para o câncer de mama costumam ter ganho de peso, o que pode, na maioria das vezes, não ser devido à ingestão de alimentos, mas à retenção de líquidos. Por isso, deve-se cuidar para que não haja restrições alimentares nessas horas, pois muitos medicamentos envolvidos nesse tratamento já auxiliam na mudança do paladar e podem alterar o apetite. O que recomendamos é escolher melhor seus alimentos, evitando doces e gorduras.


Então, o que seria uma alimentação amiga? Uma alimentação amiga é aquela que te proporciona, além de nutrientes, felicidade e prazer. Sendo fundamental que a paciente em tratamento de um câncer de mama tenha uma orientação nutricional adequada. Cada pessoa responde de maneira individual à terapia e requer uma recomendação específica.


Em termos gerais, aqui vão algumas dicas:

  • Beba muito líquido, pois o ressecamento da boca é comum e a quimioterapia desidrata. Além disso, vai ajudar no funcionamento dos rins para eliminar as toxinas e medicamentos usados no tratamento;

  • Faça ao menos seis refeições por dia, assim você fraciona os alimentos e evita a má digestão, além de manter o metabolismo sempre em funcionamento, dependendo do horário das suas refeições;

  • Invista nas cores e na variedade: deixe o prato colorido, aumente o consumo de verduras, legumes e frutas, assim como o de alimentos integrais e pobres em gorduras; Quanto mais colorido nosso prato, maiores as quantidades de vitaminas e minerais diferentes podemos absorver;

  • Evite ao máximo consumir alimentos gordurosos, que sobrecarregam o fígado, pois esse órgão já é bastante afetado pela própria terapia;

  • Abuse dos alimentos macios e gelados, como picolés de frutas, milkshakes (saudáveis), purê de maçã, etc. Entretanto, cuidado com as frutas ácidas que podem causar mais irritação na boca;

  • Prefira os alimentos na temperatura ambiente, pois coisas muito quentes podem irritar a mucosa da boca;

  • A comida deve ser saborosa, ou seja, use ervas aromáticas como manjericão, alecrim, orégano, que podem reforçar o aroma da comida, tornando-a mais apetitosa, etc.;

  • Em geral, há queda na imunidade durante um tratamento contra o câncer. Todos os alimentos devem ser preparados com bastante cuidado para evitar a contaminação e uma possível intoxicação alimentar, muito prejudicial para pacientes em recuperação de um câncer.

  • O consumo de álcool, por menor que seja, pode aumentar o risco de desenvolvimento do câncer. A possibilidade se torna ainda maior quando a bebida alcoólica é associada ao tabaco

  • Por fim, o mais importante é encarar o tratamento como uma fase que irá passar.

A alimentação tem papel fundamental para uma boa saúde, portanto, cuidar da dieta ajuda muito na recuperação.


Vanessa Cirilo Caetano

Nutricionista CRN 19.417

R São Sebastião 867 - Juiz de Fora /MG  

Telefone: (32) 3512-3333

©2020 - Solus Oncologia - Todos os Direitos Redervados

Siga a Solus nas Redes Sociais!

  • White Facebook Icon